Palestrantes

 

Ana María Gazmuri Vieira, atriz, comunicadora e terapeuta integral. Sua experiência no aconselhamento de usuários de maconha medicinal a levou a criar a Fundação Daya no início de 2014, promovendo a pesquisa científica e a transformação social, demolindo mitos e trazendo essa alternativa terapêutica à população. Hoje é diretora executiva da Fundação Daya e membro do conselho de Dayacann e Clinicann

Joost Heeroma é pesquisador biomédico com PhD em Genômica Funcional e estuda como nossa genética determina nosso comportamento, quais doenças provavelmente teremos e como essas doenças podem ser melhor  tratadas. Foco central dos seus estudos é a homeostase,  coleção de mecanismos de feedback biológico que mantém o corpo em equilíbrio e livre de doenças.  Atualmente estuda o maior grupo de todos os reguladores de feedback: os canabinóides e é Diretor de Ciência da GH Medica

Médica Cirurgiã da Universidade Pontifícia Bolivariana de Medellín e Mestre em HIV pela Universidade Rey Juan Carlos de Madri. Pesquisadora do uso terapêuticos da cannabis, pertence ao grupo de pesquisa chamado “Curativa”, acompanhou mais de 2100 pacientes com diferentes condições de saúde que se beneficiaram do uso terapêutico da cannabis.

Após 30 anos de prática em Medicina de Emergência, e como Médica Legista da Província de Ontário (conduzindo investigações e inquéritos), tem trabalhado no campo da cannabis medicinal, a nível clínico, há mais de 2 anos. Além de ser membro do Consórcio Canadense para a Investigação de Canabinóides e da Sociedade de Clínicos de Cannabis é Diretora Médico da DBI Tactical, Western Trauma Association e da Associação Médica de Operações Especiais, tem interesse particular nas aplicações da cannabis medicinal em trauma (tanto a longo prazo quanto agudamente) e PTSD, e seu potencial para veteranos e trabalhadores da linha de frente.

 

Sarah Balboa, Diretora da Revivid CBD, é graduada pela Universidade do Colorado em Biologia Humana e Psicologia, possui certificações no ServSafe Food Protection Manager, na OSHA General Industry, no OSHA HAZWOPER e no Respiratory Fit Testing. Ela é a primeira e mais jovem diretora do setor de cannabis, atualmente coordena uma operação multifacetária de ritmo acelerado, especializada em cultivo orgânico com perfis exclusivos de CBD e terpenos, seu interesse é na implementação de tecnologias de ponta para extração e refinamento na pós-extração de produtos ricos em CBD.

 

Blaise Bratter é o Gerente Geral da Associação de Cannabis Medicinal da Austrália e trabalha com Relacionamento Estratégico com o Governo da Austrália e partes interessadas para o desenvolvimento de políticas sobre cannabis medicinal no seu país. Ajuda desenvolver banco de dados nacional e internacional sobre a eficácia da cannabis com a finalidade de fornecer dados para plataformas destinadas a informar e aconselhar pacientes, profissionais médicos e políticos. Através da Associação, Blaise tem trabalhado com os governos estadual e federal na Austrália para o desenvolvimento de políticas públicas de cannabis medicinal.

Drª. Gisela Kuester é Neurologista e Neurofisiologista Clinica. Especialista en Epilepsia e Elctroencefalograma. Profesora Agregada da Universidade do Chile. Membro de Sociedade de Clínicos de Cannabis e Associação Internacional de Medicamentos Canabinóides.

Tjalling Erkelens é o fundador da Bedrocan e atualmente ocupa o cargo de CEO / Presidente do Conselho. Nos últimos 20 anos, Tjalling desenvolveu e padronizou métodos exclusivos de produção de Cannabis para os padrões farmacêuticos.

 

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988). Neuropediatra, Diretor Médico do Centro de Epilepsia do IECPN – Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer.  Um dos precursores do uso de remédios á base de Cannabis no Brasil.

Mauricio Coitiño é Mestre em Políticas Públicas pela Universidade Católica do Uruguay. Desempenhou entre 2014 e 2015 a função de assistente de investigação da “Iniciativa Latino Americana de Pesquisa em cannabis” (UCU – Florida University). Em 2015 Integrou a equipe que trabalhou no projeto acerca da estrategia de evolução e monitoramento da regulação da Cannabis no Uruguay (FES – Open Society) e desde 2015 integra Monitoramento da Cannabis no Uruguay (Facultad de Ciencias Sociales, UdelaR) como especialista em Comunição e Políticas Públicas é co-autor do artígo “Das drogas: diferentes mensagens e os meios da regulamentação da maconha e do álcool no Uruguay”.

Cientista com 15 anos de carreira em Psicofarmacologia de Canabinoides, com importantes contribuições na descrição do mecanismo fisiológico de sinergia entre os compostos canabinoides, conhecido como “efeito entourage”. É um dos jovens cientistas de destaque no Brasil, com mais de 1700 citações em nível internacional. Recebeu o prêmio da Sociedade Brasileira de Neurociências e indicado ao prêmio da Sociedade Brasileira de Farmacologia pelos seus trabalhos na área de canabinoides e doenças neuropsiquiátricas. Hoje atua como Diretor Científico da Entourage Phytolab.

Rehen formou-se em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), Pós-Graduações no Instituto de Biofísica da UFRJ (2000) e Pós-doutoramentos na Universidade da Califórnia em San Diego e Instituto de Pesquisa Scripps dos Estados Unidos (2000-2005). Em 2016, desenvolveu uma das principais pesquisas científicas sobre o zika vírus, demonstrando a relação entre infecção e microcefalia. O modelo de minicérebros humanos tem sido utilizado na identificação de medicamentos que poderão conter, futuramente, os efeitos do zika virus sobre o sistema nervoso em formação.

Graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ, com habilitação em Bioquímica­ e Análises Clínicas, Especialização em Ciências do Laboratório Clínico (UFRJ), Mestre em Ciências Médicas (UFRJ), MBA em Gerenciamento de Projetos (FGV) e Especialização em Pesquisa Clínica pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Atua como Assessora da Vice-­Presidência e Coordenadora e Gerente de Projetos da Plataforma de Pesquisa Clínica da Fiocruz (VPPCB).

 

Medicina Funcional – The Institute of Funcional Medicine- IFM/ USA; Pós-graduação em Neuro-oncologia – Hospital Sirio Libanes; Coordenadora do primeiro Simpósio Internacional de Canabinoides na Neuro-oncologia / Snola 2016; Diretora cientifica da Associação de pacientes em uso de Cannabis medicinal (AMA-ME); Membro da Sociedade Internacional de Pesquisa com Canabinoides – ICRS.

 

Professor  no Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ. Médico  pela UFRJ, Mestrado e Doutorado  pelo Instituto de Biofísica da UFRJ. Pós-Doutorado no MGH/Harvard Medical School. 25 anos dedicados ao estudo da neurogênese no cérebro neonatal e do adulto.  Membro da Abracannabis e Participante da Marcha da Maconha RJ.

 

Dennys Zsolt Santos – Engenheiro Agrônomo (UFRRJ) – Gestor de Pesquisa e Produção Vegetal (Instituto Vital Brazil) – Consultor em Desenvolvimento de Cadeias Produtivas de Plantas Medicinais (Herbarium Laboratórios Botânicos) e Ex Diretor Técnico da AEARJ – Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Rio de Janeiro (2015-2017).

Emílio Figueiredo é advogado na Rede Jurídica pela Reforma da Política de Drogas, consultor jurídico do Growroom.net e de associações de pessoas que fazem uso terapêutico da Cannabis. Também é do Conselho Consultivo da Plataforma Brasileira de Política de Drogas.

Caio Santos Abreu é graduado em direito na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. em 2013, Caio decidiu iniciar o desenvolvimento do projeto Entourage.  Em 2014/2015  contratou uma equipa de cientistas, analistas e prestadores de serviços para iniciar o projeto da Entourage no Brasil.

 

Doutor em psicologia pela UERJ; Prof. de psicofisiologia, psicopatologia, psicologia social e Ética da Universidade Santa Úrsula e Diretor executivo da ABRACANNABIS

 

Graduado em Desenho Industrial pela PUC-RJ e com mestrado em Engenharia de Produção na COPPE- UFRJ, na linha de gestão de iniciativas sociais. Primeiro Pai a ter o direito de plantar Cannabis legalmente para sua filha. Co-fundador e diretor da Apepi, faz oficinas de plantio e óleo, acompanhando as famílias nessa área.

 

Bacharel em antropologia pela UFBA, começou sua carreira de pesquisador e ativista antiproibicionista através do Grupo Interdisciplinar de Estudos sobre Psicoativos.  É autor do livro “Cannabis medicinal introdução ao cultivo”. Atualmente é cultivador na ABRACE – Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança.

 

Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.  Especialista em Psicanálise Infantil pelo Instituto Sedes Sapientiae. Especialista em Dependência Química-UNIAD/ Unifesp. Coordenadora do Comitê de Ética e Pesquisa – CEP da Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Santo André – PMSA. Coordenadora do Núcleo de Toxicomania e Psicanálise na CLIPP. Médica Psiquiatra com experiência em Medicina Canabinóide. Criadora do Fórum Municipal na Câmara de São Paulo sobre  Cannabis Medicinal.

Bacharel em Antropologia pela UFBA, especialista em Saúde Coletiva/ Mental pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFBA e mestre em Antropologia pela UFBA. É associada ao Grupo Interdisciplinar de Estudo de Substâncias Psicoativas (giesp.blogspot.com), ao Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre psicoativos (www.neip.info) e da Associação Brasileira de Estudos Sociais sobre o uso de Psicoativos (ABESUP). É sócia-fundadora do Coletivo Balance de Redução de Danos. É membra fundadora da Rede Latino Americana e caribenha de Pessoas que Usam Drogas (LANPUD) e da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas (RENFA). É mobilizadora da região nordeste da Associação Brasileira de Redutores e Redutoras de Danos (ABORDA).

 

Médico formado pela UFF, com Residência em Medicina Preventiva e Social pela Escola Nacional de Saúde Pública – Fiocruz (1988) e Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana pelo Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana – CESTEH – Fiocruz. Atua na área de gestão e planejamento em saúde, tendo ocupado os cargos de Secretário Municipal de Saúde de Angra dos Reis – RJ (1994 a 1996), Subsecretario de Planejamento e Desenvolvimento da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro (1999 a 2001), Subsecretário de Planejamento e Orçamento do Ministério da Saúde (2003 a 2004), Secretário Municipal de Saúde de Nova Iguaçu – RJ (2005) e Diretor do Departamento de Gestão Hospitalar no Rio de Janeiro (2005 – 2007). Coordenou atividades de planejamento e gestão com destaque para a elaboração do Plano Estadual de Saúde do RJ, 2001 – 2004 e do Plano Nacional de Saúde, 2004- 2007.  Foi Vice Presidente de Ambiente,Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz desde março de 2009 até dezembro de 2016. Atualmente ocupa a Chefia de Gabinete da Presidência da Fundação Oswaldo Cruz.

 

Farmacêutica, Especialista em vigilância sanitária, Especialista em regulação na Gerência de Produtos Controlados da ANVISA desde 2005. Gerente da área de produtos controlados da Anvisa desde 2012. Membro do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas – CONAD.Membro do Grupo Ad Hoc de Psicotrópicos e Entorpecentes do Mercosul. Membro coordenador do Grupo de Trabalho instituído pela Portaria n° 898/2015, no âmbito da ANVISA, para otimizar a forma de classificação e controle das substâncias entorpecentes, psicotrópicas, precursoras, proscritas, demais substâncias e plantas sujeitas ao controle especial estabelecido pelo Anexo I da Portaria SVS/MS 344/98.

 

 

EnglishPortuguêsEspañol