Quem somos

A APEPI é uma Associação de familiares de pacientes que fazem uso medicinal da Cannabis.

Os principais objetivos da Associação são a regulamentação da produção nacional (direito ao auto-cultivo, cultivo para pesquisas, cultivo via cooperativa), o apoio à pesquisa, divulgação dos benefícios do uso terapêutico da maconha e a quebra de preconceito, além do apoio aos pacientes e familiares.

apepi - marcha da maconha 2016

Histórico

No final de 2013, um dos pais de uma criança especial, descobriu que nos Estados Unidos algumas crianças com epilepsia refratária faziam uso de um extrato de cannabis, rico em cannabidiol (CBD) sem características alucinógenas e tendo ótimos resultados. Começou então o compartilhamento dessa informação e a importação desse extrato por algumas mães.

Com a grande dificuldade de se ter acesso e aos excelentes resultados, sobretudo em doenças raras e epilepsia refratária,  as famílias começaram a lutar por seus direitos tendo ampla cobertura da mídia, resultando num documentário – Ilegal: A vida não espera (disponível na NOW e Netflix). O documentário mostra também a luta de pacientes de outras patologias como câncer e dor crônica que usavam a cannabis com bons resultados, e que apesar das melhorias e utilização em outros países, não era reconhecido esse acesso aqui no Brasil.

Sentindo necessidade de uma associação no Rio de Janeiro, formalizou-se a APEPI com o principal objetivo de desenvolver ações para favorecer o acesso à cannabis como mais uma opção terapêutica justa e democrática, além de estimular a pesquisa e dar apoio às famílias.